15 de mai de 2010

Alice no País das Maravilhas

Por ser uma adaptação do clássico nonsense da literatura infantil e direção de Tim Burton (o mais surrealista da atualidade) fui ver o filme cheio de expectativas: isso pode ter me atrapalhado. E depois de ter visto Avatar, qualquer 3D fica meio mixuruca.  Essas adaptações que fazem no 2D para 3D não ficam legais. Exceto algumas cenas do gato o restante pode ser visto sem óculos. Nesse filme Alice tem uns 20 anos e vive um pesadelo recorrente que envolve o mundo que nós sabemos ser o País das Maravilhas. Ela perdeu o pai e está proxima de um casamento arranjado com o filho de uma família bem aristocrática. Para fugir de sua realidade Alice acaba entrando em contato com o mundo que ela julgava ser somente fruto de seus sonhos noturnos.  Sempre achando que está sonhando e que a qualquer momento pode acordar ela encontra uma atmosfera colorida, com seres bizarros e animais falantes.  Acaba tentando ajudar a Rainha Branca (a irmã boazinha) a voltar ao poder, ocupado pela Rainha Vermelha (a irmã malvada que lembra a Maisa do Silvio Santos).  Johnny Depp faz o chapeleiro louco com um olhar esquisitão.

Classificação:
Lágrimas: 00
Bocejos: 03
Gargalhadas: 02
Cena marcante: o sonho recorrente de Alice
Saí: com sono
Bom para: quem gosta de filme doidão.
Se não viu: espere sair na tv.