23 de jan de 2010

Amor Sem Escalas

"Up in The Air" - George Clooney interpreta um solitário executivo contratado por diretores de grandes empresas para dar a notícia da demissão de seus funcionário. Ou seja, em vez dos frouxos diretores demitirem seus funcionários eles contratam a empresa onde trabalha o Clooney para fazer isso. Assim ele viaja pelo mundo, fazendo esse trabalho sujo e antipático e acumulando milhares de milhas. Seu estilo de vida se resume a hoteis, aeroportos, aviões, carros alugados, acúmulo de milhas e demissão de funcionários.
Clooney vive tão longe do chão que perdeu quase completamente o contato com a própria sensibilidade. Seus pais já morreram, não tem amigos, namorada ou filhos. Ele já não se abala com a crueldade de seu trabalho, embora sempre tente convencer o demitido de que perder o emprego pode ter um lado bom e significar uma oportunidade de recomeçar a vidam.  Sua racionalidade sobre casamento, constituição de família e filhos choca os mais tradicionais.  A rotina de viagem o proporciona ser membro de elite de todos os programas de fidelidade existentes e está próximo de atingir seu maior objetivo: ser o 7º homem do mundo a conquistar 10 milhões de milhas voadas.
Porém sua vida organizada e sua solidão são invadidas por diferentes mulheres. Suas duas irmãs o procuram: uma vai se casar e a outra está se separando. Ele conhece e se envolve com uma bela executiva, que assim como ele vive viajando. E sua empresa contrata uma jóvem executiva carreirista, que pretende revolucionar os métodos, tornado seu trabalho mais impessoal ainda, demitindo as pessoas via Internet (tipo uma sala de bate-papo para demissão) e o fazendo fixar em uma única cidade. Nesse momento ele sente a necessidade de ter laços afetivos.
Sem citar o nome há uma referência à produção francesa "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain", quando a irmã de Clooney, que vai se casar e não tem dinheiro para viajar, pede que ele fotografe fotos dos noivos em diversos lugares do mundo.
Quem for vê-lo esperando aquele final feliz açucarado vai se decepcionar um pouco.

Classificação:
Lágrimas: 00
Bocejos: 01
Gargalhadas: 01
Cena marcante: o executivo na porta da casa da executiva
Saí: querendo voltar a ter um lar.
Bom para: quem pensa que viver sozinho é fácil
Se não viu: espere passar na tv.